História da Polícia Militar do Pará

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Polícia Militar reforçará a Cavalaria com mais 60 cavalos

No próximo dia 03 de setembro, às 09h00, no site www.comprasnet.gov.br, ocorrerá o Pregão Eletrônico nº 15/2012 para aquisição de 60 (sessenta) cavalos para o Regimento de Polícia Montada "Cassulo de Melo", tendo como critério de escolha o menor preço global.
Os sessenta cavalos, todos machos, deverão gozar de boa saúde, não apresentar vícios ou taras, com boa doma e aceitação de manejo, boa capacidade respiratória, resistência, boa conformação física e regularidades nas andaduras, além de outras especificações contidas no edital.
Maiores esclarecimentos podem ser obtidos pelo email: cplpmpa@gmail.com 
Os animais comporão o efetivo dos solípedes do RPMont - unidade de Cavalaria da PMPA - reforçando assim o policiamento ostensivo na Região Metropolitana de Belém, além do reforço nos policiamentos de praças desportivas, grandes eventos (Carnaval, Operação Veraneio, etc) e no cumprimento dos mandados de reintegrações de posse, quando a corporação mobiliza as tropas de Missões Especiais (Choque, Canil, Cavalaria e os Grupamentos Fluvial e Aéreo).
Além disso, o aumento do efetivo de equinos possibilitará a realização dos cursos de Tropa Montada para o efetivo de policiais militares que servem no RPMont, pois os cavalos novos passarão por um processo de aprendizagem das técnicas e táticas de emprego da Cavalaria, ordem unida, formações de choque, além da iniciação ao salto e adestramento, como explica o Comandante do RPMont, Major PM Anderson Viana, Oficial possuidor do curso de Equitação Militar, em nível de especialização, pela Escola de Equitação do Exército Brasileiro.
Para acessar o edital, faça seu cadastro no Compras Pará, clicando AQUI.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Tenente Coronel é candidato a vereador

Temístocles Paulo da Silva, Tenente Coronel da PMPA, é candidato a vereador pelo PSDB em Marituba e tende a ser eleito pela penetração que possui nos movimentos sociais acaba sendo uma opção para as comunidades de Marituba que sofrem com a violência e com a falta de equipamentos urbanos que promovam oportunidades à juventude.
Lembramos que o TEN CEL TEMÍSTOCLES foi Comandante do 21º BPM e à época gozou de grande respeito da tropa, o que deve ser medido nas eleições. Somente lembrando o número do candidato 45.190
Desejamos boa sorte ao candidato e vitória no pleito.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Policiais Militares se organizam para as eleições municipais

Um grupo de policiais militares está organizando as prévias eleitorais da instituição para as eleições municipais e o foco maior está na RMB (Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara e Santa Isabel). Dentro de um mês pretendem definir quem serão os candidatos. Alguns mais audazes acreditam que vai dar pra definir candidatos para os 144 municípios do Estado.
Resta saber quem são os favoritos da tropa e verificar os detalhes para a ampla divulgação dos nomes e propostas apresentadas. Intentam os milicianos em formar um grande "PACTO PELA PM", onde os candidatos derrotados deem apoio aos vitoriosos a fim de eleger o maior número de representantes para a bancada. Juscelino Kubtschek foi Capitão da PM e chegou ao Palácio do Planalto, ou melhor, à Presidência da República e construiu o Palácio do Planalto.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Aconteceu hoje na PMPA


No dia de hoje, publicou no Boletim Geral nº BG/ 035 – 23 FEV 99 , a concessão da Láurea do Mérito Pessoal aos seguintes policiais militares:

1o GRAU (OFICIAL)
1o TEN QOAPM RG 7902 NEUCY NEY MOURA DE FIGUEIREDO
2o GRAU (PRAÇAS)
2o SGT QPMP RG 7229 MARCÍLIO RAIMUNDO VALENTE DA SILVA
CB QPMP RG 20631 DENIS BARBOSA PAMPLONA
SD QPMP RG 18765 ÉDER RICARDO ARAÚJO LIMA
SD QPMP FEM RG 19635 KARLEYSE CERES DA COSTA SILVA.
Todos receberam a comenda no aniversário da Companhia de Polícia Rodoviária – CIA PRv, por ocasião do aniversário da mesma no dia 19 FEV 99. 


No mesmo o TEN CEL QOPM RG 15719 RAIMUNDO DE SOUZA CORDOVIL Cmt do 1o BPM, informou ao Comando da PM que a partir de 03 FEV 99, passou a responsabilidade administrativa das instalações físicas dos prédios do Centro de Recuperação Policial Militar (CRPM), ex-sede do 1o BPM em Marituba, e da guarda dos presos de Justiça que lá encontram-se encarcerados, para o Comando do Batalhão de Polícia de Guardas.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Estande Virtual da PMPA deve ser adquirido em menos de 02 anos

O convênio assinado entre a SENASP e a PMPA em dezembro de 2011 com o propósito de capacitar docentes em Direitos Humanos e reestruturar o CFAP tem entre suas metas a aquisição de um estande virtual na PM do Pará e, como o convênio termina em dezembro de 2013 o simulador de tiros deve ser adquirido até lá.
Tal passo vai ser de fundamental importância para a capacitação não só dos docentes, mas também dos novos policiais militares, principalmente dos que ingressaram com os concursos para Oficial e Soldado PM, pois terão diante de si uma nova realidade há muito almejada na tropa.
Será, também, uma importante aquisição para fomentar o treinamento do tiro com mais qualidade e menos custo, pois as munições reais serão empregadas quando no estande virtual o aluno já estiver passado por todas as situações que possam ser montadas e com um número de disparos em que seja totalmente seguro levá-lo ao estande real, pois o aproveitamento tende a ser maior.
Ainda no ano de 2010, quando iniciávamos a publicação deste blog, refletíamos sobre essa questão de se empregar as ferramentas de T.I. (tecnologia da informação) para os meios de ensino/aprendizagem, quando nos aventurávamos no ensino à distância com o uso de CD, email e contato telefônico, instrumentos disponíveis àquela época.
Outra conquista na área do ensino à distância na Segurança Pública é o emprego da vídeo aula no Curso de Isolamento e Preservação de Local de Crime, executado pelo IESP em parceria com o CPC "Renato Chaves".
Para os que acreditam no ensino à distância é bom começar a investir nessa área que tende a realizar as capacitações com menor dispêndio de recursos e, se bem feito, atinge aos objetivos propostos, guardadas as devidas proporções com a necessidade de se manter o ensino presencial como é o caso do tiro, da abordagem, da educação física, do gerenciamento de crises, entre outras disciplinas.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Curso de Isolamento e Preservação de Local de Crime

A Diretoria de Ensino da PMPA inscreve para o curso de isolamento e preservação de local de crime para 30 turmas.
O curso é promovido pelo IESP e CPC "Renato Chaves" desde o ano passado e, agora, cumpre as metas de interiorização do curso.
A novidade está por conta da educação à distância, implantada pelo uso da tecnologia da informação como teleaula, o que permitirá atingir praticamente todo o interior do Estado. Vale a pena conferir e se inscrever.
Para maiores informações, clique AQUI.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

SEGURANÇA PÚBLICA NO CARNAVAL 2012

PM INTEGRA OPERAÇÕES: "RUMO À FOLIA" E "CARNAVAL 2012" PDF Imprimir E-mail
Escrito por Assessoria de Comunicação Social   
Qua, 15 de Fevereiro de 2012 12:11
O Coronel PM Daniel Mendes, Comandante Geral da PMPA, participou da coletiva à imprensa, realizada na terça-feira (14) para a divulgação, pelo Secretário de Segurança Pública DPC Luiz Fernandes, da Operação Carnaval 2012, realizada pelos órgãos que compõem o Sistema de Segurança Pública do Estado para o Carnaval deste ano.

Durante o período, haverá estrutura de Segurança Pública reforçada na capital e nos principais destinos procurados pelos foliões no interior. O secretário Luiz Fernandes, acompanhado dos comandantes e gestores dos órgãos que formam o Sistema Integrado de Segurança Publica e Defesa Social do governo, apresentou o plano estratégico que será aplicado a partir da quinta (16) até a quarta-feira de cinzas (22), para garantir a segurança e integridade dos brincantes. Uma das principais metas da operação, de acordo com o secretário, é a redução do número de mortes no trânsito.

“O nosso objetivo principal é a redução do número de mortes no trânsito. Por isso vamos trabalhar de forma integrada, com todos os órgãos da área da Segurança Pública do Estado e das outras esferas (municipal e federal). Teremos um reforço de mais 1.500 homens, além do efetivo que já trabalha normalmente em Belém e nas cidades do interior. Vamos atuar com diversas operações em conjunto para garantir um carnaval seguro”, explicou Luiz Fernandes, que afirmou que o plano estratégico foi pensado com base nas estatísticas dos anos anteriores.


A Polícia Militar irá atuar em duas frentes de trabalho operacional. A primeira delas é a operação “Rumo à Folia”, na qual os PMs vão fazer o policiamento ostensivo nas principais vias de acesso ao interior. O objetivo é a redução da criminalidade, principalmente os assaltos, e os acidentes de trânsito. Para isto, 750 policiais trabalharão desde a quinta-feira em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e outros órgãos parceiros.

A outra frente de ação da PM será na operação que terá início na sexta-feira, e ocorrerá paralela à “Rumo à Folia”. Será feito o reforço no policiamento ostensivo, com objetivo de reprimir diversas práticas criminosas. A ação acontecerá em 26 localidades do Estado, com reforço de 670 PMs, que se somarão aos quase 10 mil policiais escalados para o período. Os municípios de Vigia, Mosqueiro e Salinópolis receberão os maiores efetivos de reforço durante o período.



Policiamento estratégico

Para garantir mais segurança, o sistema de Segurança Pública contará ainda com monitoramento por vídeo, levantamento de informações, inteligência integrada e análise de estatísticas durante os dias de folia em diversos municípios. De acordo com Luiz Fernandes, todas as informações coletadas durante as operações serão utilizadas nas operações que o sistema irá desencadear no Estado nos próximos meses. Entre as ações de policiamento estratégico, destaca-se o Centro Integrado de Comando e Controle, que será implantado em Vigia.

O Comandante Geral da PMPA, Coronel PM Daniel Mendes, ressaltou que o centro será uma importante ferramenta para oferecer uma resposta mais rápida para a população durante o Carnaval. “O Centro Integrado irá agilizar as tomadas de decisões. Teremos o monitoramento por meio de câmeras em vários pontos do município e, junto com os demais órgãos, poderemos agir de forma mais efetiva contra a criminalidade, com comunicação contínua entre os órgãos e o melhor e mais rápido direcionamento de recursos disponíveis”, explicou o comandante. De acordo com o Coronel PM Daniel, Vigia receberá o centro, pois terá um grande contingente de foliões neste período. Ele ressaltou ainda que a Região Metropolitana e o município de Salinópolis já possuem este tipo de fiscalização também.

O policiamento reforçado durante o Carnaval contará ainda com o trabalho da Polícia Civil, que atingirá pelo menos 31 municípios. Serão 168 policiais civis e 29 viaturas caracterizadas. A PC participará do policiamento nas barreiras nas estradas e das demais operações nas cidades, reforçando o efetivo nas delegacias para combater e reprimir todos os tipos de crimes. As divisões Especializada em Meio Ambiente e a de Atendimento ao Adolescente também vão dispor de efetivo para fiscalizações em estabelecimentos e locais públicos, bem como vão monitorar as denúncias. “O plano de ação que estamos desenvolvendo vai trazer mais tranquilidade aos brincantes”, destacou o delegado geral Nilton Atayde.



Segurança integrada

Além das polícias Militar e Civil, também atuam no plano estratégico de Segurança Pública neste carnaval o Detran, o Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves", o Corpo de Bombeiros, a Superintendência do Sistema Penal (Susipe) e os demais órgãos municipais e federais de segurança e fiscalização do trânsito.

O Detran vai atuar na fiscalização nas barreiras que serão montadas nas estradas e vias de acesso aos corredores da folia. Haverá também trabalho de conscientização para orientar os motoristas contra imprudências no trânsito, que costumam ser a causa de acidentes nas rodovias do Estado nos feriados prolongados. Os agentes utilizarão etilômetros (bafômetros) para constatar e coibir o consumo de álcool pelos motoristas. Este tipo de fiscalização contará com o apoio, ainda, do IML, que terá um posto móvel que percorrerá vários municípios para realizar exame de dosagem alcoólica por meio de avaliação clínica. Vinte e cinco municípios estarão abrangidos pela operação. O Detran contará com efetivo de 105 agentes.

Além do apoio ao Detran, o Centro de Perícias também manterá uma equipe nos municípios de Marudá, Salinópolis, Vigia, Cametá, Salvaterra e Bragança. Cada equipe estará equipada com um veículo integrado à polícia com rádio escuta e maletas de Local de Crime (Maletas CSI), e estarão aptas a realizar, 24 horas, exames de crimes contra vida, contra o patrimônio, dosagem alcoólica, constatação de drogas, poluição sonora e identificação veicular.

O Corpo de Bombeiros atuará em 27 localidades com serviços de proteção e prevenção balneária. A corporação vai utilizar 450 bombeiros militares, entre guarda-vidas e socorristas e contará com o apoio de 12 embarcações, entre lanchas, ambulanchas, botes e jet ski. Os bombeiros também irão dar apoio às ações nas barreiras das estradas. Um helicóptero, com base no quartel de Santa Izabel, estará de prontidão durante todo o período carnavalesco. A barreira nas vias de acesso ao interior também contará com o trabalho da Susipe, que atuará na fiscalização com consultas ao seu banco de dados, localizando foragidos.

FONTE: Portal da PMPA.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Aconteceu Hoje na PM do Pará

1994 - Era quarta-feira, no CFAP, localizado na Ilha de Caratateua, quando às 09h00, aconteceu a cerimônia de passagem de comando daquela OPM. Assimira o comando o TEN CEL PM MAURO LUIZ CALANDRINI FERNANDES, substituindo o TEN CEL PM EMANUEL DAS NEVES DOS SANTOS BENTES. A citada OPM contava à época com uma turma do CFS PM 1993, em fase final de curso e uma turma do CFSD PM 1994, na qual estavam os AL CFSD PM OEIRAS e CHARLET, os quais atualmente são, respectivamente, o MAJ PM OEIRAS e o CAP PM CHARLET.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Aconteceu Hoje

Pelo mundo
No ano de 1808, foi assinada por D. João VI, príncipe regente de Portugal, a Carta Régia de abertura dos portos brasileiros às nações amigas.
Em 1986, o mundo assistiu a tragédia de explosão da nave espacial Challenger após 1min12s de lançada ao espaço. O resultado foi a morte de todos os ocupantes. 

Na PM do Pará 
Em 1982 - os Capitães PM Manoel de Oliveira Pereira e João Paulo Vieira da Silva seguiram para o Estado de Minas Gerais a fim de cursar o CAO PM na PM mineira. 
Em 1994 - O 2º Tenente PM Hilton Celso Benigno de Souza foi designado como instrutor itinerante a fim de ministrar instruções para o CFSD PM 94, na disciplina Noções Básicas de Direito. O Aspirante à Oficial PM Márcio Rayol da Silva foi classificado no 18° BPM, por conclusão do CFO PM. O 2° Tenente PM Hylton Loris Souza Figueira foi nomeado Secretário da Comissão de Promoção de Praças. Foi concedida a Láurea do Mérito Pessoal à Capitã PM Ruth Léa Costa Guimarães, 3° SGT PM Oene Rodrigues dos Santos Ferreira, 3º SGT PM Izaias Borges Rodrigues, ao CB PM Rudney Vieira de Souza, e aos Soldados PM Rivadávia Alves dos Santos, Luiz Nazareno Souza de Melo e Maria Luzinalda da Silva.

























quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Diretoria de Ensino entrega certificados da Escola de Governo

Os Agentes de Desenvolvimento e Capacitação, Capitães PM Idelfonso Ferreira e Ronaldo Charlet, do efetivo da Diretoria de Ensino e Instrução, informam que encontram-se na DEI, os certificados de cursos realizados na EGPA, referentes aos cursos e policiais militares abaixo relacionados:

CURSO DE ELABORAÇÃO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS
Luiz Cláudio da Silva Malheiros

CURSO DE GERENCIAMENTO DE EQUIPES: ESTRATÉGIAS PARA OBTER RESULTADOS
Hélio Paixão de Moraes

CURSO DE ORATÓRIA: TÉCNICA PARA SE COMUNICAR EM PÚBLICO
Maria Antonia P. dos Santos
Claudia de Souza Cantanhede Viana
Joaquim Matos Barreira Júnior

CURSO DE INFORMÁTICA AVANÇADA EXCEL
Marta Ivone do Rêgo Pires
Célia Araújo da Costa

CURSO SIAFEM GERENCIAL
José Ribamar Gonçalves Almeida

CURSO TÉCNICAS DE INTERROGATÓRIO NA SINDICÂNCIA E NO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR
Antônio Maria Albuquerque Monteiro Júnior
Joelson Augusto Ribeiro Campos
Antônio Juarez Ferreira Moreira

CURSO DE RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO TRABALHO
Rose Mary da Silva Ferreira

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA
Sônia Marly de Oliveira dos Santos Macedo
Marluce Santos da Silva
Carmen Luiza Couto Almeida
Maria do Carmo da Silva Araújo

CURSO SAÚDE DO TRABALHADOR
Aelison Cesar Torres do Nascimento

CURSO DE CERIMONIAL EM EVENTOS INSTITUCIONAIS
Rosália Maria de Almeida Costa
Marcelo Tadaiesky Rodrigues

CURSO DE SEGURANÇA NO TRABALHO E PRIMEIROS SOCORROS
Joelmir Campos de Souza
Deyvson Pamplona da Silva
Silvio Silva do Nascimento

CURSO DE ELABORAÇÃO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS
Antônio Maria Albuquerque Monteiro Júnior

CURSO DE TÉCNICAS DE ARQUIVO E CONTROLE DE DOCUMENTOS 
Rosimery Souza Porto
Luiz Fernando P. da Silva

CURSO DE CONTROLE INTERNO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Susana das Graças Carpina C.Silva

CURSO DE INFORMÁTICA AVANÇADA - WORD
Cleidson Ferreira Xavier

Os concluintes deverão procurar diretamente a Diretoria de Ensino e Instrução: Seção de Especialização e receber seus certificados com a SD PM THAIANA, das 07h30 às 13h00, de segunda à sexta-feira, no período de 25jan à 05fev 2012. Após esta data os documentos serão enviados, por ofício, aos respectivos Comandantes de cada um dos concluintes, a fim de que os mesmos não permaneçam nos arquivos da DEI.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Polícia Militar inscreverá para Forças de Paz da ONU

Nos próximos dias a PM do Pará, por meio da Diretoria de Ensino e Instrução, divulgará as normas para seleção de Oficiais PM para composição das Forças de Paz da ONU, conforme as diretrizes da IGPM e COTER.
É bom ficar de olho e treinar para as provas, entre elas a de pilotagem de veículos e de idioma (inglês).
A história da PM do Pará já registrou a participação de diversos oficiais nas tropas da ONU, entre os quais CEL MARCOS EISMANN, TEN CEL FERNANDO, TEN CEL SERÁPHICO, TEN CEL BRAGA, TEN CEL GIBSON, TEN CEL GUERRA e o CAP PM BASSALO, entre outros.

Ontem Tenente-Coronel PM assumiu o comando da Polícia Militar

O Tenente Coronel PM Raimundo de Oliveira Coutinho, assumiu o comando geral da PMPA no dia de ontem.
O citado oficial, em 23jan1917, tornou-se o oficial mais antigo que permaneceu no serviço ativo desde o dia 27dez1916, data em que iniciou a revolta da Polícia Militar, em Belém, que tomou conta do 1º e 2° BPM, além do Esquadrão de Cavalaria.
A revolta tinha por objetivo empossar Lauro Sodré no governo do Estado, que obtivera maioria dos votos, mas que teria sido vítima de diversos crimes eleitorais que davam, em consequência disso, a vitória ao candidato do governo, Silva Rosado, apoiado pelo governador Enéas Martins.
Como Lauro Sodré gozava de simpatia entre os policiais militares que passavam por situações difíceis para a manutenção da força policial, inclusive, por estarem mal fardados, como lembra o próprio Lauro Sodré:
Governador Lauro Sodré
"A penúria em que se achava o Estado era de tal monta que a Força Pública não tinha o fardamento adequado para prestar as honras de estilo. O Coronel José Júlio de Andrade é que emprestou, muito às pressas, a quantia necessária para fardar aquela força..." (SODRÉ, 1970: 117)
Vinte e oito dias de revolta se passaram até que o Ten Cel PM Raimundo Oliveira Coutinho assuma o comando da corporação e, conforme o relato do Coronel PM Orvácio Marreca o confronto entre as forças policiais leais ao governo de Enéas Martins e as forças policiais leais a Lauro Sodré foram de enorme crueldade.
O comando do Ten Cel PM Raimundo Oliveira Coutinho durou apenas quatro dias, passando o comando ao Coronel PM João Batista Cearense Cileno.

Referências:
SODRÉ, Emmanuel. Lauro Sodré na História da República. Rio de Janeiro: GB, 1970.
MARRECA, Orvácio Deolindo da Cunha. Histórico da Polícia Militar do Pará: desde o seu início (1820) até 31 de dezembro de 1939. Belém: Instituto Lauro Sodré, 1940.
Crédito da Imagem de Lauro Sodré:
MEIRA, Octávio. A primeira república no Pará: 1° Volume. Belém: Falangola, 1981.
Pesquisa:
Capitão PM M.Sc. Ronaldo Braga Charlet (Diretoria de Ensino e Instrução)
Bacharel e Licenciado em História - UFPA

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Polícia Militar intensifica ações no Abaeté

Aproveitamos a oportunidade para divulgar as ações do EPMont da PMBA na área de proteção ambiental da lagoa do Abaeté.
Assim, os cavalarianos da PMPA podem matar saudades da estada em solo bahiano, quando estiveram nos cursos de tropa montada e pronto socorrismo equino.

Leia mais...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Os militares : da defesa do Estado ao despertar do movimento grevista (PARTE II)I)

Os militares : da defesa do Estado ao despertar do movimento grevista (PARTE I)

A marcha dos "18 do Forte de Copacabana"
A história do Brasil foi sempre marcada pelo esforço militar em defender o Estado, seja o Estado português na ocupação do território brasileiro no período colonial, seja o Estado monárquico que necessitou sufocar as resistências do período regencial ou mesmo e, principalmente, no período republicano em que as forças militares estiveram no palco diversas vezes.
Major Miguel Costa
Quase sempre os militares e, principalmente, os policiais militares foram os defensores da ordem, da legalidade, dos governantes e da elite política dominante, contudo em momentos de crise a mesma força dócil soube sobrepujar as elites e firmar-se como um elemento de estabelecimento de uma nova ordem, pensada como mais justa e voltada aos anseios populares.
Historicamente, quanto mais mal pagos e mais acossados os militares estão, desta forma, mais sensíveis aos apelos de mudança, reforma ou até revolução. Daí tivemos a luta dos marinheiros para suprimir os castigos físicos na "Revolta da Chibata", a participação de militares do Exército na derrubada da "política dos governadores", na chamada República Velha, onde os militares de baixa patente, principalmente, os tenentes, capitães e majores cerraram fileiras com os seguimentos mais progressivos da sociedade nacional e se lançaram na "Revolta Tenentista".  Bons tempo aqueles!!!

Nesse contexto de revolta contra o sistema político vigente figuras como o o Tenente Eduardo Gomes, o Capitão Luis Carlos Prestes, o Major Miguel Costa tiveram que dar "a cara a tapa" e quebrar os pilares da disciplina e da hierarquia, na defesa de uma ordem social mais justa. E, com certeza, nesse embate a questão salarial pesava, tanto assim que as forças militares federais não tiveram como frear as revoltas da caserna.
A desunião infelizmente cumpriu seu papel nesse movimento, pois os interesses pessoais dividiram as forças antes unidas e, após o golpe de 1930 vê-se a divisão dos militares entre INTEGRALISTAS, os componentes da ANL e os COMUNISTAS.

Os INTEGRALISTAS (defensores da vertente nazi-fascista aos moldes nacionais) apontavam para os modelos alemães e italianos de construção da nacionalidade com manifestações histéricas de adesão incondicional ao Estado.
Os oportunistas e enquadrados compuseram a ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA, via de regra ocuparam os melhores postos no governo, mantendo-se quase sempre subservientes e alinhados à política varguista.
Esses dois primeiros grupos, plenamente enquadrados na política nacional-fascista de Getúlio Vargas que, nos últimos momentos da Revolução de 30 soube se fardar e aproveitar o momento tornando-se o líder do golpe, dada a ingenuidade dos tenentes. 
Capitão Carlos Prestes
O terceiro grupo foi composto pelos militares socialistas e comunistas, os quais não conseguiram ecoar suas propostas no governo Vargas que, até 1932 postergou as reformas constitucionais, motivando inclusive a Revolução Constitucionalista de 1932 e que em 1937 foi surpreendido com o Golpe do Estado-Novo, forçando boa parte dessas lideranças militares a buscar o exílio.
Nesse percurso, centrando a análise na Polícia Militar do Pará, uma pergunta é oportuna: onde estava a PM paraense nesse contexto?
A tradição conta que desde o seu nascimento, em 1818, o Corpo de Polícia do Pará se erigiu dentro da "vocação legalista" senão vejamos.
Criada pelo Conde de Vila-Flor, destinou-se a manter a lei e a ordem, desobrigando as tropas de 1ª Linha ao exercício do policiamento, tendo à frente da polícia o Major José Victorino de Amarantes. Consta ainda que lutou contra a Cabanagem, mas há relatos de que o líder Cabano Eduardo Angelim, nas reformas do Corpo de Municipais Permanentes, nome pelo qual a PM ficou conhecida, assumiu o Comando desse corpo. Aí temos uma contradição: seria elemento da ordem ou da desordem? Ao que parece, os descontentamentos com o modelo e a ordem estabelecida juntou parte dos municipais permanentes em torno do líder cabano que, inclusive, comandara pessoalmente em algumas operações de controle da ordem em Belém.
Restaurada a ordem pelo General Andréas a força policial do Pará teve na Guerra do Paraguai o emprego nos rincões paraguaios, ao lado do Exército nacional, sob a denominação de 1º e 2º Corpo Paraense de Voluntários da Pátria. 
Quando da proclamação da República a tropa policial do Pará, quase nos termos dos "bestializados" de José Murilo de Carvalho, acatou o movimento que, praticamente, se deu nos bastidores. 
Vargas fardado
Implantada a república vem a necessidade de se enviar a tropa policial para os sertões de Canudos, em 1897, como forma de consolidar a imagem do Pará como um Estado à altura de São Paulo e Amazonas, os quais, à propósito também enviaram suas tropas aos sertões bahianos. Esse contexto imortalizou a figura do Coronel Fontoura, à época TEN CEL, pela "bravura" e "heroísmo" em ter avançado sobre o arraial, mesmo sem ordem do Comando do Exército para dar aquele combate. 
Interessante que um ato de desobediência imortalizou um coronel da PM e deu-lhe louros de herói. Outra pergunta que se faria: que padrão é esse de heroísmo? A história não relata nem um enfrentamento do Coronel Fontoura com a "marginalidade" daquela época, nas ruas de Belém. Contudo, deixa evidente que foi o Comandante Geral de maior longevidade na função: 11 anos de comando e, ainda, que esteve alinhado à política governamental da época e, por ter confiado nos políticos, amargou na reserva o atraso no soldo e os baixos salários que, numa história não oficial, teria levado o "herói de Canudos" a entregar-se à bebedeira, jogatina e roubado-lhe a saúde mental.
Talvez a "síndrome de Fontoura" seja a forma encontrada por governantes posteriores para atormentar muitos oficiais da PM que não tiveram os seus direitos reconhecidos na reserva ou reforma, sem discriminação de posto ou graduação, em que a ordem do dia é cortar os direitos conquistados no trabalho árduo de policiamento ostensivo. 
Capitão Barata - Interventor federal do Pará
Mas a PM continuou defendendo a ordem e o Estado e, no movimento tenentista, reprimiu duramente os tenentes do Exército nas ruas de Belém nos anos de 1820 à 1930, tendo inclusive prendido por algumas vezes o Tenente Joaquim de Magalhães Cardoso Barata, futuro interventor federal. Outra atuação repressiva da PM contra os inconfidentes tenentistas, num duro confronto, ceifou a vida do Capitão do Exército Assis de Vasconcelos e do lado da PM a do Tenente PM Luiz Rodrigues Ferreira da Silva, na rua que após a vitória da Revolução de 30, recebeu o nome do Capitão do Exército.
Uma vez imposta a nova ordem com a Revolução de 30, foi extinta a PM, por não atender as necessidades governamentais. Esse foi o soldo pago pela manutenção da ordem pública. Felizmente, as forças policiais acostumadas à repressão contra as desordens dos tenentes foram acionadas pelo próprio Magalhães Barata para conter a mobilização da Guarda Civil rebelada que contava com apoio de estudantes.
Chico Buarque de Holanda, em Geni e o Zepelim, sintetiza bem como uma instituição pode ser tratada ao longo da história. Ora serve aos interesses e é bem tratada, ora merece levar pedrada e ser xingada.  

 

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Mudança no comando da PMPA

O Coronel PM Daniel Borges Mendes é o novo Comandante Geral da Polícia Militar do Pará em substituição ao Coronel PM Mário Solano. O anúncio foi feito pelo Secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, em uma coletiva com a imprensa realizada na sede da Secretaria na manhã da terça-feira (3).

Na coletiva, o Coronel PM Daniel, que antes estava à frente do Comando de Policiamento da Capital, informou que o plano de ação de 2012 na área de Segurança Pública já está pronto e que o trabalho que vem sendo realizado não será interrompido; mas, intensificado.

Para a função de Subcomandante Geral da corporação, assume o Coronel PM Walci Luiz de Queiroz, que também destacou a importância do trabalho integrado dos órgãos de Segurança Pública, o que vem conseguindo diminuir os índices de violência no Estado em um trabalho conjunto que será fortalecido ainda mais.

O Secretário Luiz Fernandes, destacou ainda que os levantamentos realizados pela Segup, em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese-PA), em 2011, mostraram que houve redução da criminalidade de forma consecutiva nos últimos 12 meses e que esse número é resultado do plano de ação que integra as forças de segurança. Mas, para o Secretário, esse índice deverá ser melhor em 2012.
(Fonte: Agência Pará/Foto: Cláudio Santos).

Passagem de Comando:
A cerimônia militar de passagem do Comando da corporação acontecerá na sexta-feira, 06 de janeiro 2012, às 09h00, na Avenida Brigadeiro Protásio, entre Av. Júlio Cesár e Av. Dr. Freitas. O uniforme para o evento é a túnica azul petróleo (3º Uniforme) - no caso dos policiais militares, às demais forças - o correspondente, aos civis - passeio.
(Fonte: Ascom-PM).

Nossa Opinião:
Com a mudança são esperados os ajustes no âmbito das Diretorias e Comandos Operacionais Intermediários que visem ao atendimento das prioridades do novo comando que, ao que tudo indica, goza de grande prestígio no Governo e com a tropa, uma vez que o novo Comandante esteve à frente de diversas operações importantes, responsáveis pela queda dos índices de violência na RMB.
Ao que tudo indica não haverá ruptura na busca da eficiência administrativa,  no resgate de melhores condições de trabalho e na elevação da qualidade de vida da tropa, frutos do amadurecimento de projetos contidos no planejamento estratégico "PM 200" que aponta para o bicentenário da corporação em 2017.
Boa Sorte ao novo Comandante!!!

Em tempo:
Falta menos de um mês para as comemorações dos 30 anos da presença feminina na corporação. Salve 01fev1982.